- Lá na Roça

Thumb

Resumo do post:

O Cachorro é o melhor amigo do homem! Até os que preferem os gatos não podem negar que não existe animal doméstico mais fofo, carinhoso, amável e, se necessário, perigoso. Derivados dos lobos, os cachorros são talvez os mais antigos animais domesticados pelo ser humano, há 100 mil anos atrás, segundo algumas teorias. Vivendo de 10 […]

O Cachorro é o melhor amigo do homem! Até os que preferem os gatos não podem negar que não existe animal doméstico mais fofo, carinhoso, amável e, se necessário, perigoso. Derivados dos lobos, os cachorros são talvez os mais antigos animais domesticados pelo ser humano, há 100 mil anos atrás, segundo algumas teorias.

Vivendo de 10 a 20 anos, o cachorro é um animal social e geralmente reconhece o dono como chefe da matilha. Possui olfato e audição apurados, é inteligente e fácil de ser adestrado. Mas, com a seleção artificial feita pelo ser humano, algumas raças se tornaram mais agressivas que outras.

Confira lista das 10 raças caninas mais perigosas pra se ter por perto:

10 – Cão-Lobo

7148

O Cão-Lobo é um híbrido, resultado do cruzamento entre um cão doméstico e um lobo. Cachorros e lobos podem acasalar e ter filhotes férteis, já que são do mesmo gênero, Canis. Os Cães-Lobos tem instintos mais selvagens, especialmente em relação a caça, o que os torna agressivos em relação à comida. Além de demandar grandes áreas abertas para correr, os Cachorros-Lobo não são adequados para donos que não tem experiência.

As raças mais escolhidas para realizar o cruzamento com lobos, a fim de produzir Cães-Lobos, são o Husky Siberiano, Malamute do Alasca e o Pastor Alemão (até porque colocar um Pug pra cruzar com um lobo não ia rolar).

09 – Chow Chow

imagens-chow-chow-4

Originário da Ásia e com cara de ursinho de pelúcia, o Chow Chow é considerado uma raça difícil e teimosa. Cão favorito de Freud, tem uma língua de coloração azulada e deve receber treinamento intenso para evitar que ele se torne agressivo. Extremamente territorialista, são conhecidos por atacar quem ameaça seus donos ou quem entra no seu território.

Passear com um Chow Chow reduz as chances de eles ficarem muito agressivos.

08 – Doberman

dog3n-1-web

Nativos da Alemanha, os Dobermans são muito usados como cão de guarda e costuma atacar apenas quando se sente ameaçado. Apesar de ser muito leal, os Dobermans costumam atacar de forma agressiva quando submetidos a correções físicas durante o treinamento. Sempre alerta, a raça tem um postura característica e inteligência aguçada.

Podem ter coloração preta com castanho ou marrom com castanho. As caudas longas e orelhas caídas geralmente são cortadas para dar um aspecto mais viril ao animal, mas a prática é proibida em alguns países.

07 – São Bernardo

sao-bernardo

Todo mundo lembra do “Beethovem” mas esquecem do “Cujo”, de Stephen King. O São Bernardo é uma raça de grande porte natural dos Alpes Suíços, são conhecidos por serem usados em missões de resgate. Porém, foram usados de início para proteger as propriedades dos donos. Quando ameaçados, o grande porte ajuda o São Bernardo ser uma raça muito perigosa e que demanda treinamento e pulso firme.

Quase desapareceram durante Segunda Guerra Mundial, mas foram cruzado com a raça Terra Nova, o que resultou numa variante de pelagem mais longa, ainda deixando uma outra de pelagem mais curta.

06 – Malamute do Alasca

06 – Malamute do Alasca

hudsons-malamutes-Tork21

Desenvolvidas por tribos do Alasca para puxar trenós e caçar, os Malamutes são raças muito parecidas com lobos, especialmente na agressividade. São difíceis de serem treinados, e precisa de constante atividades, corridas e brincadeiras para não ficarem agressivos. Não se dão muito bem com animais pequenos e costumam atacar com força bruta.

Maiores que os Huskies, eles tem uma camada grossa de gordura e geralmente são menos resistentes ao cansaço.

05 – Husky Siberiano

huskyy

Os Huskies Siberianos são originários dos Montes Urais da Sibéria/Rússia. Fortes, velozes e agressivos, os Huskies tem um instinto mais primitivo, e sofrem dificuldades de se relacionar com humanos, especialmente com crianças, as quais ele confunde com presas e acaba atacando.

Husky Siberiano é uma raça não recomendada para guarda. Eles se cansam com menos facilidade e tem problemas comportamentais.

04 – Pastor do Cáucaso

CaucasianOvcharka-Julius

Raça vinda da Região do Cáucaso, na Rússia, o Pastor do Cáucaso era usado como cão de guarda nas fronteiras da Alemanha. O grande porte o torna perigoso quando orientado a atacar. Além de ser usado no pastoreio de rebanhos, são cães temperamentais e costumam atacar qualquer estranho.

O Pastor do Cáucaso era a raça preferida de Josef Stalin, e não se torna muito sociável sem treinamento.

03 – Rottweiller

01_I_Exposición_Monográfica_Club_Rottweiler_de_España

Os Rottweillers são originários da Alemanha, e eram usados por açougueiros. Excelentes cães de guarda e de pastoreiro, eles tem um comportamento agressivo, especialmente quando sofrem maus tratos durante a criação. Costumam ser muito violentos, perigosos, rápidos e leais, além de serem frutos de cruzamentos entre raças mais agressivas.

Geralmente tem a cauda cortada quando filhotes, mas a prática parou de ser constante entre os criadores profissionais de Rottweiller.

02 – Pastor Alemão

raca-pastor-alemao

Um dos melhores cães de guarda o mundo, o Pastor Alemão é uma raça extremamente inteligente, super protetora e vigilante. Não costuma sentir medo de ameaças e ataca quando seus donos são ameaçados ou quando algum intruso invade seu território. Com treinamento e criação adequados, eles se tornam menos perigosos.

Os Pastores Alemães foram muitos usados na Primeira e Segunda Guerra para matar pessoas. Considerada uma raça militar, quando adestradas apenas finalizam o ataque ao comando do dono. Adolf Hitler tinha uma pastor alemã chamada Blondi, que ele considerava uma companheira leal.

01 – PitBull

Pit_Bull_CAMUS_-_Blue_fawn-lilac_fawn

O Pit Bull é uma mistura das raças Bull Terrier, American Staffordshire Terrier e Bulldog. Treinado geralmente para participar de brigas, são extremamente violentos, fortes e ágeis. Os registros de ataques são frequentes. Junto com os Rottweillers, eles contabilizam 60% dos ataques registrados.

Os PitBulls foram proibidos em muitos lugares dos Estados Unidos por serem considerados um risco à população. A mordida do PitBull é uma das mais potentes entre os cachorros.

FONTE-http://www.ultracurioso.com.br/as-10-racas-de-cachorro-mais-perigosas-do-mundo/

Envie um comentário :

Outros Posts da Lá na Roça: